5 dicas científicas para ser mais confiante no trabalho


Ter confiança pode ajudar muito as pessoas no trabalho. Se você está tentando ir bem em uma entrevista, ganhar uma promoção ou fazer uma apresentação importante, pode usar algumas dicas científicas simples para se sentir bem consigo mesmo e receber um impulso de autoestima.

Ouça a música certa

Música pode afetar tanto seu humor quanto sua autoestima. Um estudo da Kellogg School of Management da Universidade Northwestern, nos EUA, descobriu que diferentes tipos de canções podem estimular a sua confiança.
Pesquisadores pediram que participantes classificassem o quanto cada canção escutada os faziam se sentir poderosos, dominantes e determinados. As músicas foram, então, divididas em duas listas: “alta potência” (as três músicas mais bem classificadas) e “baixa potência” (três músicas muito similares em estilo, só que mal classificadas).

Em seguida, essas listas de músicas foram tocadas para dois grupos de pessoas enquanto os participantes completavam tarefas diferentes. Aqueles que ouviram a de alta potência concluíram as tarefas com mais sucesso, e eram mais propensos a oferecer-se para ir primeiro em um debate do que aqueles que ouviram a lista de baixa potência.
As músicas mais poderosas do estudo foram “We Will Rock You” do Queen, “Get Ready for This” do 2 Unlimited, e “In Da Club” do 50 Cent – no caso da última, os pesquisadores atribuíram seu sucesso não à letra, e sim à melodia grave.

Canalize a sua celebridade favorita

Alguém já te disse que você lembra uma celebridade? Isso aumenta a autoestima, com certeza. Mas a ciência vai além para explicar o fenômeno.
De acordo com uma pesquisa publicada em Personal Relationships, relações parassociais (relações unilaterais, como ser um fã de uma celebridade) podem ajudar as pessoas a ser mais parecidas com os seus próprios ideais.
Os cientistas realizaram três estudos para provar isso, e todos chegaram à conclusão de que pessoas com baixa autoestima se relacionavam mais com – e eram mais inspirados por – celebridades que eles achavam mais semelhantes ao que seria seu “eu ideal”.
Para usar isso em seu benefício, tente comparar seus melhores atributos aos de suas personalidades favoritas da próxima vez que você precisar de um impulso de autoestima, ou pensar o que você tem em comum com celebridades de sucesso.

Sente-se direito

Sua postura é importante além dos benefícios de saúde física. De acordo com um estudo da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, sentar-se ereto pode dar-lhe mais confiança em seus próprios pensamentos.
Os pesquisadores observaram um grupo de 71 estudantes universitários, pedindo-lhes para concluir tarefas diferentes enquanto sentavam-se eretos, ou arqueados para a frente.
Em suas poses instruídas, os alunos foram convidados a listar três de seus traços positivos ou negativos, e participar de uma pesquisa na qual classificavam quão bem se sairiam como um futuro empregado.
Os pesquisadores descobriram que os estudantes que se sentaram retos eram mais propensos a destacar seus traços positivos. “As pessoas assumem que sua confiança vem de seus próprios pensamentos. Eles não percebem que a postura afeta o quanto eles acreditam no que estão pensando”, disse Richard Petty, professor de psicologia e coautor do estudo.

Alongue-se

Junto com a postura ereta, certifique-se de não subestimar o poder do alongamento. Ele pode ter um impacto sobre sua saúde mental, além da física.
No site Shape.com, a especialista em bem-estar Peggy Hall disse que o alongamento pode levar a menos dores, ajudá-lo a melhorar sua postura (o que é bom, como você percebeu pela dica acima) e até mesmo levar a uma perspectiva mais positiva na vida, bem como o aumento da confiança.
Isso é devido aos efeitos que o alongamento tem no fluxo sanguíneo e na circulação, enviando mais oxigênio para o cérebro, deixando a mente mais clara e melhorando o humor.

Considere o seu guarda-roupa

Arrumar-se é uma ótima maneira de se sentir melhor sobre si mesmo, mas há outros benefícios envolvidos na escolha da roupa. Outro estudo da Kellogg School of Management descobriu que usar certos itens de vestuário identificados com certas qualidades pode ajudar as pessoas a melhorar seu desempenho.
De acordo com o estudo, os participantes que usaram um jaleco branco de médico ou cientista se saíram melhor em um teste que pedia para as pessoas dizerem a cor da palavra que estava sendo mostrada em um cartão, em vez da palavra real escrita no cartão.
Os participantes usando os jalecos fizeram 50% menos erros do que os que não usaram. Os pesquisadores também disseram a alguns participantes que os jalecos brancos que eles estavam usando eram, na verdade, de artistas, e estes participantes não tiveram um desempenho acima da média da mesma forma que aqueles que acreditavam estar usando jalecos de médico ou cientista, o que indica que o simbolismo importa mais do que apenas a roupa.
No geral, os pesquisadores disseram que deve-se levar em conta o que as roupas representam para cada pessoa. Por exemplo, se você associa terno com o poder, vai se sentir mais confiante usando-o, mas se ternos normalmente lhe deixam desconfortável, você não verá o mesmo efeito.
Pense nisso antes de vestir-se para o sucesso. 

Comentários