Pesquisa

Carregando...

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Facebook: fotos no seu perfil podem fazê-lo perder aquela vaga de emprego

Segundo um novo estudo da Universidade Internacional da Flórida (Miami, EUA), seu perfil no Facebook realmente pode fazê-lo perder uma chance de emprego.

Em uma das maiores pesquisas do tipo, uma equipe de cientistas entrevistou representantes das áreas de saúde, tecnologia da informação, bem-estar, educação, aéreas da lei (advocacia, segurança), comida e bebida, viagens e publicidade, e chegaram a conclusão de que olhar o Facebook de candidatos a uma vaga é uma prática crescente entre os empregadores.

“Enquanto os empregadores estão usando o Facebook para monitorar seus funcionários, eles também começaram a usá-lo como uma ferramenta de triagem ao considerar potenciais candidatos”, disse a principal autora do estudo, Vanessa de la Llama.

No entanto, essa prática ainda é imperfeita: segundo a pesquisadora, como usar o site de rede social para eliminar candidatos inadequados é uma ação relativamente nova, não existem “diretrizes” pelas quais os empregadores se baseiam, o que pode levar a subjetivismo demais: eles não estão contratando pessoas seguindo apenas o seu julgamento pessoal do quão ruim eles acham que as fotos do candidato são.

“A questão de saber se os empregadores estão fornecendo aos candidatos uma igualdade de oportunidades quanto à avaliação da imagem on-line antes da entrevista deve ser levantada”, afirma Vanessa.

O que os pesquisadores querem dizer é que existe uma questão ética envolvida com a análise de imagens para excluir um candidato de um processo seletivo. Segundo eles, “um conjunto padronizado de diretrizes ainda precisa ser estabelecido”, para que os empregadores não avaliem os candidatos de uma forma subjetiva ou pessoal demais.

Ao mesmo tempo, eles defendem que é possível que o Facebook sirva como uma das ferramentas para analisar um candidato, pois a atividade em redes sociais “é uma janela perfeitamente aceitável” para mostrar a personalidade de alguém.

Mas o que é inapropriado e o que será bem visto?


Um outro estudo de três universidades mostrou que o ideal é falar bem e ser popular no Facebook. Por exemplo, não cometer erros gramaticais, ter muitos amigos, postar atualizações sobre viagens e livros podem fazer o empregador ter uma boa visão do candidato.

Os pesquisadores analisaram cinco traços entre os usuários da rede social – vontade, emocional, sociabilidade, extroversão e abertura – conhecidos como os “cinco grandes” traços da psicologia e compararam os perfis das pessoas com avaliações feitas por responsáveis por contratações. Os candidatos com melhores índices de personalidade tiveram melhor avaliação dos contratantes.

E o que foi considerado o “melhor índice de personalidade”?

Ser organizado e trabalhador: isso se reflete no modo como a página da rede social é organizada. Pode haver vários detalhes em postagens ou no perfil, ou fotos da pessoa trabalhando com algo.

Controlar o estresse e a negatividade: isso significa um perfil com poucos aspectos negativos e sem postagens “na fossa”. Cuidar também do nível emocional das imagens é importante.

Ser sociável: isso se reflete em ter muitos amigos e não entrar em conflitos online, como debates acalorados. Fotos em situações sociais com muitas pessoas também podem ser importantes.

Ter abertura: fotos de viagens, parecer aberto a diferentes experiências e pontos de vista, postar coisas sobre literatura clássica podem ajudar nesse quesito.